SABIA QUE SEU CACHORRO TE AMA?

Somos APAIXONADOS por eles e é claro que já sabemos a dimensão desse amor puro e verdadeiro!

Quem tem um amigo de quatro patas sabe que os estudos só comprovam o que já vivemos com esses amigos leais!

Eles merecem nosso amor, cuidado e respeito!

blog

Na maioria dos lares brasileiros, os cães são os bichinhos de estimação mais amados e tratados como parte da família. Você vai se identificar: eles são brincalhões, divertidos, leais e estão sempre pedindo atenção e mordendo alguma coisa e mesmo assim é como uma prova de amor.

E chamar o seu amigo canino de filho ou considerá-lo parte da família é mais do que natural, não é? E se fosse possível saber o que eles pensam sobre os donos? Na verdade, é sim. Cientistas fizeram estudos em que revelam como os cães realmente veem seus parceiros humanos!

Será que os cães nos veem com tanto amor e carinho assim? De repente nos imaginam latindo de volta quando chamamos para comer ou brincar? Estudos científicos têm a resposta. Confira:

Pesquisadores testaram os níveis de oxitocina em animais de estimação antes e depois de interações.

A oxitocina surge para ajudar nas ligações afetivas, e o estudo mostra que os animais domesticados formam ligações e sentem o amor da mesma forma que os humanos. Ele complementou dizendo que apenas os animais que foram domesticados aparentam mostrar essa resposta.

Um estudo publicado (dia 16 de abril de 2015) na capa da revista americana Science revelou similaridades biológicas entre o vínculo de cachorros e seus donos e o laço afetivo de mães e filhos. Segundo a pesquisa, o contato visual entre o homem e seu pet cria um ciclo vicioso que libera oxitocina no cérebro dos dois, hormônio responsável pela forte empatia entre pais e filhos (por isso, apelidado de hormônio do amor).

Funciona assim: o cão olha para o seu dono, que percebe o contato. Apenas essa interação já faz com que a oxitocina seja liberada no cérebro do homem, o que o leva a demonstrar carinho, tocando ou mesmo conversando com o pet. O contato físico, por sua vez, libera o hormônio também no cérebro do cachorro, fazendo com que ele intensifique o contato visual com o dono.

“É preciso lembrar que cachorros não criam esse laço logo de cara. É consequência de todo o tempo gratificante que passaram antes com seus donos, que serviu de alicerce para uma relação familiar”

Além deste, os resultados de outros cinco estudos corroboram a tese de que, sim, o seu cachorro te ama. Veja abaixo:

 Ele sente ciúmes de você

Um estudo da Universidade da Califórnia em San Diego, nos Estados Unidos, analisou como 36 cães se comportavam ao ver seu dono interagindo com três objetos: um cachorro de pelúcia, uma abóbora e um livro. A conclusão foi que os animais sentiram mais ciúmes quando a atenção do dono estava no outro cachorro.

Ele sabe como você está pela voz

Pesquisadores da Universidade Eötvös Loránd, na Hungria, analisaram em uma máquina de ressonância magnética o cérebro de onze cachorros. Quando os pets ouviam vozes humanos ou latidos, o seu cérebro ficava mais ativo. Eles também conseguem diferenciar a emoção da voz: ao escutar sons positivos, a atividade ficava maior do que no caso dos sons negativos.

 Identificam seu humor só de te ver

Um experimento da Universidade de Medicina Veterinária de Viena expôs 24 cachorros a duas fotos, que mostravam a mesma pessoa feliz e triste. Divididos em grupos de doze, metade dos cachorros era recompensado ao identificar com o focinho a pessoa feliz, e a outra, a pessoa triste. Os resultados mostraram que os cachorros conseguiram avaliar com consistência as diferentes emoções.

 Estará ao seu lado em momentos difíceis

No teste, um pesquisador da Universidade de Londres foi à casa de dezoito cachorros e tomou três atitudes: começou a falar, cantarolou e chorou. No último caso, quinze entre todos os cachorros pararam o que estavam fazendo para ir até ele com uma atitude submissa, como rabo encolhido e cabeça abaixada. Mais um sinal de empatia.

 Ele realmente te ama

É o que diz um estudo da Universidade Emory, na Georgia. Cientistas analisaram em uma máquina de ressonância magnética o cérebro de doze cães expostos a diferentes cheiros: o deles próprios, o de outros cachorros conhecidos e desconhecidos, o do seu dono e a de uma pessoa estranha. Ao sentir o cheiro do dono, a região do cérebro relacionada ao prazer era ativada.

Fonte de pesquisa: http://veja.abril.com.br

Se você também é um APAIXONADO por cachorros como nós, nos acompanhe no face e instagram @puppyboomoficial

Faça parte da família Puppy Boom!