Bulldog no verão… fique atento com a hipertermia!

As constantes mudanças de temperatura do ambiente podem influir no aparecimento de uma série de problemas para os animais e, em climas mais quentes, a hipertermia em cães se torna uma questão bastante preocupante para quem tem um pet como parte da família. Causada pelo aumento extremo da temperatura corporal do animal, a hipertermia pode, além de causar muito desconforto, chegar a levar o animal à morte, em alguns casos mais graves.

Assim como no caso de muitas doenças, há algumas raças que são mais propensas a ter hipertermia, e as caracterizadas por focinhos mais curtos e porte grande fazem parte do grupo que corre mais riscos de se deparar com a situação como no caso dos buldogues. Mas nem só quem é dono de um pet que se classifica entre as raças mais propensas deve se preocupar, já que, a chance de hipertermia em cães aumenta para todas as raças quando o cachorro pratica uma quantidade exagerada de exercícios debaixo do sol quente e numa temperatura mais abafada.

Antes de mais nada é importante que se trabalhe com a ideia de prevenção, pois no verão qualquer situação de hipertermia pode acabar representando um caminho sem volta para o Bulldog.

 

Sabia que a Puppy Boom também pode ajudar nesse caso?

 

kim

Sim, nossos produtos possuem a tecnologia infravermelho longo que auxilia na ativação da circulação sanguínea, aliviando cansaço físico, fadiga e dor.

Também são termo sensíveis adaptando-se à temperatura ideal do corpo tanto no verão quanto no inverno! Além de possuírem ação antimicrobiana aprovada contra mais de 650 organismos patogênicos com até 99,48% de resultados!

 

Muitas são as causas que facilmente podem levar à morte.

 

Por isso nunca é demais ter sempre em mente os seguintes cuidados e precauções:

 

  • Dispor de uma Puppy Boom também é prevenção… pois são termo sensíveis adaptando-se à temperatura ideal do corpo… além de auxiliarem no alívio do stress… cansaço físico… fadiga e dores como citado acima;

 

  •  Horários do dia de maior calor, atividade física zero;

 

  • Colocar o Bulldog em uma caixa de transporte e ligar o ventilador na frente é sempre uma excelente alternativa, pois manterá o cão tranquilo e refrigerado;

 

  • Transferir o Bulldog para uma lugar da casa que possua ar condicionado;

 

  • Dispor de um piso frio também é sempre bem-vindo;

 

  •  Faça uma “dieta” de verão, diminuindo a quantidade de ração normalmente administrada. Bulldogs com sobrepeso sofrem mais no calor;

 

  •  Troque os horários de ração, antecipando pela parte da manhã ou retardando pela tarde. Deste modo o Bulldog irá aproveitar melhor a ração e terá uma melhor digestão;

 

  • Não pense duas vezes em molhar o Bulldog e deixá-lo molhado. Isso pode ser uma alternativa não muito indicada em relação à saúde da pele, mas entre perder o cão e tratar alguma dermatite…

 

Em situações extremas em que o estado de hipertermia já se desencadeou (língua roxa, ronco excessivo ao respirar, corpo mole e dificuldade de ficar em pé) procure manter a calma, deite o Bulldog com a barriga num piso frio e as patas traseiras esticadas para trás, com água corrente sobre ele, mantendo-o sempre molhado. Coloque o ventilador em sua direção. Pedras de gelo colocadas sobre a língua também ajudarão. Não havendo possibilidade de deixá-lo sob água corrente, poderá ser usado álcool de cozinha sobre o cão, já que a sua rápida evaporação irá resfriar a pele. Alguns minutos serão necessários até que o Bulldog possa se refrescar e readquirir a respiração normal.

O maior cuidado que se deve ter nestes casos é evitar que a passagem de ar pela boca se feche em razão da hipertermia. Isso é comum em se tratando de um cão braquicefálico e com palato mole alongado. Uma vez verificada tal obstrução, deve-se pressionar a base da língua para que o fluxo de ar seja restabelecido.

Por fim, vale relembrar: é muito mais fácil um trabalho preventivo, evitando estágios de hipertermia, do que tentar normalizar a temperatura corporal depois de um super aquecimento.
Fonte de pesquisa: reservadorei.com.br / puppyboom.com.br

Se você também é um APAIXONADO por cachorros como nós, nos acompanhe no face e instagram @puppyboomoficial

Faça parte da família Puppy Boom!

O objetivo desse artigo é trazer mais conhecimento para você que ama nossos amigos e filhos de quatro patas, procure a ajuda de um médico veterinário sempre que necessário!